19 setembro 2011

NTEs construindo caminhos possíveis

Para desenvolver a proposta de reestruturação do (NTE) Núcleo de Tecnologias Educacionais da Grande Florianópolis, foi criado o Projeto Minicurso: oficinas de ensinar e aprender na Formação de Multiplicadores, com o objetivo de qualificar e motivar os multiplicadores do NTE em seu Projeto de Formação Continuada com os professores da Grande Florianópolis. O Projeto, sob a coordenação do professor Ricardo Fernandes Braz está de acordo com a Normativa número 02 /2011 e envolve Multiplicadores e Técnicos. Num período de dois meses, todas as terças e quintas-feiras, os Multiplicadores preparam um Minicurso tendo as Tecnologias da Informação e Comunicação como meio de contribuir para a aprendizagem no contexto escolar. Com foco na Teoria da Atividade, em que é na ação que se aprende e se reflete, o projeto possibilita aprimorar a atividade do multiplicador na Formação Docente. Uma vez que a cada Minicurso, o Multiplicador é avaliado pelo grupo quanto aos objetivos propostos, a metodologia e sua postura pessoal frente ao grupo que está trabalhando. As reflexões da equipe sobre o Minicurso do Multiplicador estão contribuindo para o desenvolvimento pessoal, o fortalecimento da equipe, criando uma identidade de grupo, proporcionando conteúdo para a formação de professores e elementos para o Planejamento de Formação a ser desenvolvido com os professores da Grande Florianópolis.

O projeto iniciou com o Minicurso Fotografia: Enquadramentos e Planos, que possibilitou aos multiplicadores conhecerem algumas normas que auxiliam a produção de uma fotografia. O Professor/Msc. Ricardo Fernandes Braz, SED/DITI/GETED, trabalhou com grupos de duas e três pessoas, cada grupo com uma máquina fotográfica digital, o qual foi solicitada a elaboração de seis fotos por pessoa, com a seguinte orientação: fotografias que mostrassem uma situação ampla, outra que mostrasse somente um objeto, outra, uma parte deste, outra uma parte menor e a última um detalhe, proporcionando uma diminuição gradativa. Após a saída de campo, as fotos foram identificadas por pessoa, projetadas com projetor multimídia e debatidas pelo grupo para observar se o objetivo havia sido atingido, da forma solicitada. Nesse momento, se processa o debate sobre os conceitos de enquadramento e planos, a partir da ideia de amplitude e detalhe como cada participante entendeu a ação de fotografar conforme a regra dos planos e enquadramentos na fotografia.

O segundo Mini Curso foi sobre como utilizar um software de iniciação à programação que permite a produção de figuras geométricas no ambiente Linux, na sala de informática com cada multiplicador utilizando um computador. A Professora e Multiplicadora Kátia Lenfers iniciou o curso distribuindo uma numeração aleatória aos multiplicadores, que deveriam ir ao quadro desenhar uma figura geométrica de sua escolha, respeitando a ordem dos números recebidos. Em seguida solicitou a cada um para conceituar a figura feita. Depois solicitou que cada um escrevesse como diria ao lápis/caneta/giz como fazer o trajeto de construção desta figura. Iniciou assim, como construir mentalmente o caminho que deveria ser seguido para a construção da figura. Após essa questão motivadora, indicou como abrir o software Kturtle e deu indicações de como se construir figuras geométricas por meio de coordenadas. Ao se indicar as coordenadas e solicitar o movimento do cursor do programa, se aplica princípios (lógica) e comandos de programação. Aproveitando que os comandos e as palavras do software estavam na língua inglesa, essa atividade pode integrar as disciplinas de Artes, Língua Estrangeira e Matemática.


O terceiro Minicurso foi ministrado pela Professora e Multiplicadora Gislaine dos Santos que nos apresentou um projeto desenvolvido na EEF Professora Marcília de Oliveira, em Forquilhinhas, nas séries finais do Ensino Fundamental, no período de 2009/2010 sobre Literatura e publicações digitalizadas em ambientes virtuais. A partir do conhecimento de sites com publicações de obras digitalizadas da literatura brasileira, sugeriu a escolha de uma obra e pediu a produção de uma forma de registro em diferentes gêneros textuais: contos e fábulas, além de resenhas, desenhos, focando a utilização do computador, internet e outras mídias para o desenvolvimento da atividade, para publicação em blogs, sites,...


O quarto Minicurso foi desenvolvido pelo Professor, Multiplicador e Técnico Carlos Broering Bruno que nos apresentou os projetos, Dando nó em sacola vazia e Inserindo contextos escolares em ambiente virtual (2010) desenvolvidos na EEB Francisco Tolentino, localizada no Centro Histórico de São José, juntamente com as professoras Ladice de Jesus Almeida e Marlei Gandin.
Com base nesses projetos apresentou um banco de imagens aos multiplicadores para que escolhessem três,criando assim um roteiro entre as imagens escolhidas. O grupo em consenso, fez um debate sobre uma das imagens que tratava sobre o vestuário, sexualidade e poder na sociedade capitalista. O uso da imagem demonstrou ser um recurso rico na problematização e exposição de ideias.

O quinto Minicurso foi desenvolvido pela Professora, Multiplicadora/Integradora de Tecnologias Elisete Moccelin Machado com o tema Jogos e Brincadeiras: Desafios e descobertas, do programa TV Escola e Salto para o Futuro. A professora apresentou três jogos: baralho espanhol, dados e dominó, solicitando ao grupo que escolhesse um desses jogos e criassem atividades que proporcionassem estratégias de aprendizado de conteúdos escolares, possibilitando a qualificação do processo de aprendizagem.
O Projeto Mini Curso: oficinas de ensinar e aprender na Formação de Multiplicadores, ainda contará com a contribuição de Gleubertom Tosetto, Técnico em informática e Luiz Napoleão Vieira, SED/DITI/GETED Professor/especialista em Tecnologias da Informação e comunicação e Coordenador do projeto NTE Forte, responsável pelo processo de reestruturação.

O Projeto NTE Forte tem por objetivo consolidar a formação dos multiplicadores e reestruturar as Salas informatizadas das escolas da GERED da Grande Florianópolis, para que os educadores integrem à escola no contexto digital, inserindo as Tecnologias da Informação e Comunicação nas atividades de aprendizagem.

Texto colaborativo NTE Grande Florianópolis

28 comentários:

Wanderléa disse...

Olá colegas Ricardo e Luiz,

Parabéns pela proposta de trabalho! Sempre acreditei que vocês poderiam contribuir muito para que as Tecnologias Educacionais nas escolas se tornassem realidade! Estão trilhando caminhos e mostrando que a ação está na vontade de fazer acontecer!
"Há possibilidades para diferentes amanhãs. A luta já não se reduz a retardar o que virá ou a assegurar a sua chegada: é preciso reinventar o mundo". (FREIRE, 1995: p. 40)

Abraço,
Wanderléa

Patricia disse...

Oi Luiz,

Obrigado pelo link é gratificante ler e ver, ter um olhar sobre tudo o que os amigos/colegas, ao nosso redor, (re)constróem, (re)sifnificam a todo momento, por um desejo nobre da formação/autoformação para alcançar o objetivo permanente de uma sociedade melhor, justa e mais compartilhada, para o nosso público, os alunos das escolas públicas. Porque é lá que chega toda forma de socialização do conhecimento quando se é um educador consciente, comprometido e competente.

Parabéns a todos pelo trabalho
bjo,
Patricia

Luiz disse...

Patrícia!
Valeu pela participação nesta postagem!
Sua contribuição sempre bem vinda neste espaço colaborativo.
Abraços
Luiz

Anônimo disse...

Adorei! Meninos, continuem firme e forte! O trabalho de vocês está muito bem consolidado, tem muito profissionalismo e dedicação. Parabéns!!!

Anônimo disse...

Esqueci de me identificar!!!!
Um grande abraço, Suzana

Elisandra disse...

Os NTEs são ou deveriam ser centros de grande potencial pedagógico com apoio constante aos professores, contribuindo efetivamente para uma mudança real na prática docente. Quero agradecer todos os envolvidos na luta de fortalecer os NTEs de SC, é por ai o caminho de valiosas melhorias educacionais.
Abraço Luiz, continue lutando por nós!

CULTURA NA REDE disse...

Suzana!
Importante ressaltar a valiosa contribuição da nossa colega Elisandra do NTE de Palmitos: "OS NTEs são ou deveriam ser centros de grande potencial pedagógico com apoio constante aos professores". Portanto é preciso buscar novos gerenciamentos com o propósito de formalizar uma estrutura forte e eficaz.
Abraços
Luiz

Luiz N.Vieira disse...

Wanderléa!
Acreditar será sempre um instrumento de luta para diferentes amanhãs. Portanto é preciso criar pontos de sustentação, para que tenhamos "AÇÕES" de forma estruturada. Sendo assim, mobilizados para a execução daquilo que se propõe.

Luiz N.Vieira disse...

Olá Suzana!
Contamos sempre com seu apoio!
Abraços
Luiz

LUIZ disse...

Elisandra!
Gostei muito quando você faz uma referência sobre os NTEs que são ou deveriam ser centros de grande potencial pedagógico com apoio constante aos professores. Continuamos acreditando numa ação mais sólida, por isso é preciso buscar novos gerenciamentos com o propósito de formalizar uma estrutura forte e eficaz.
Obrigado por tudo!
Abraços do amigo
Luiz

ELIZANE disse...

Parabéns pela proposta! Nossos NTEs estão precisando de iniciativas como esta para nos manter fortalecidos. Compartilhar conhecimento é muito gratificante...
Abraços Luiz!!!

Luiz N.Vieira disse...

Elizane!
Estamos em fase de reestruturação, por isso essas ações vem contribuindo para que juntos possamos trilhar caminhos, construindo um NTE Compartilhado.
É preciso acreditar sempre, contamos com vocês. Abraços Luiz!!!

Espaço Monitores Sala de Tecnologias Educacionais disse...

Olá, Colegas de todos os NTEs de Santa Catarina e quiça, de todo Brasil:
Gostaria de deixar aqui o meu depoimento sobre como é participar do Projeto Minicurso: oficinas de ensinar e aprender na Formação de Multiplicadores, desenvolvido no NTE da Grande Florianópolis:

Estamos passando por uma ressignificação sobre o que é o NTE e da sua importância como fomentador de diferentes saberes a partir da apropriação de diferentes mídias e tecnologias da comunicação. Mais que saber operar um aparato tecnológico, estamos redefinindo o nosso papel como Multiplicadores/ Educadores pois estamos repensando práticas pedagógicas que possibilitem aos professores vislumbraem novos saberes e novas práticas de ensino, estimulando a criatividade e a vontade de aprender de todos envolvidos nesse processo: MUltiplicadores-Professores e Alunos.


Um abraço,

Kátia Lenfers

Inclusão digital na educação do campo disse...

Parabéns pelo blog e trabalho, estamos juntos pela educação só assim teremos um mundo melhor.

Cursistas do programa de inclusão digital, proinfo, Canoinhas SC.

Alvir Marcelo.

Rosana Cavalheiro disse...

Parabéns pelo trabalho realizado! A Educação precisa de profissionais que estejam aptos a encarar todos os desafios,principalmente aqueles ligados à tecnologia. Divulgar e trocar experiências é o primeiro passo.
Cursista do curso "Introdução à Educação Digital". NTE- Canoinhas

Rosana Cavalheiro disse...

OLá, gostaria de te parabenizar pelo trabalho realizado!

Luiz disse...

Oi Kátia!
Esta ação compartilhada que está sendo aplicada inicialmente no NTE da Grande Florianópolis, vem fortalecer pontos sustentáveis para que a rede de saberes sejam socializadas e ampliadas na sua totalidade.

Agradeço o apoio!
Abraços
LUIZ

Cultura na Rede disse...

Olá Alvir Marcelo!
Parabéns pela participação aqui no Cultura na Rede! Espero contar mais vezes com sua presença.
Sucesso no curso de inclusão digital.
Abraços
Luiz

Luiz N.Vieira disse...

Olá Rosana Cavalheiro!
Não tenha dúvidas de que as atividades de aprendizagem provocadas no decorrer do Curso de Introdução à Educação Digital, é o melhor caminho de compreender todo o processo. Com isso vão ampliando novas possibilidades, não achas?
Abraços e obrigado pela participação.
Luiz

Luiz N.Vieira disse...

Olá Rosana!
Obrigado pelo apoio!
Abraços
Luiz

Gislaine disse...

Olá colegas!

Participar deste projeto com oficinas, nesta postura, a aprendizagem se torna prazerosa, pois ocorre a partir dos interesses dos envolvidos no processo, da realidade em que estes estão inseridos, o que ocasiona motivação, satisfação em aprender.
Temos a possibilidade de uma nova visão da prática educativa, de formação integral do indivíduo, de mentalidade democrática, de respeito às diferenças culturais e cognitiva.
Nossas oficinas, são voltadas para a construção do conhecimento de maneira dinâmica, contextualizada, compartilhada, que envolve efetivamente a participação da Equipe do Nte, num processo mútuo de troca de experiências.
Nessa relação, a parceria que se estabelece entre nós, facilita a busca de soluções que permitem viabilizar a realização de novas práticas pedagógicas, tendo em vista a aprendizagem para a vida.

Obrigada pelo incentivo de todos com seus comentários!
Abraço!

Luiz N.Vieira disse...

Gislaine!
A sede e o desejo deste processo está focada na busca de compartilhamentos de ideias que estão sendo fortalecidas.
Com isso, essa dinâmica de ações transcreve uma política pública das Tecnologias Educacionais em Santa Catarina.
Agradeço pela Força!
Luiz

Cristiane disse...

Luiz, de uma olhadinha nesta postagem: http://www.escolas.sed.sc.gov.br/eebgasparinozorzi/2011/09/23/viii-retratando-o-meio-ambiente/
è uma escola aqui da regional de Campos Novos que a 8 anos faz um concurso de fotografias, a cada ano eles aprimoram e aprendem mais a respeito.

Cultura na Rede disse...

É isso aí Cristiane!
Socializar essas ações que estão sendo realizadas nas escolas de sua região, é sinal que o gerenciamento do NTE está sendo eficaz! Oportunizar a comunidade escolar e aos nossos alunos o contato com as possibilidades tecnológicas, é criar novas formas de linguagens e de relações dessas com a educação.

NTE-Quilombo disse...

Olá Luiz e Ricardo!
Parabéns pelo belo trabalho desenvolvido junto ao NTE! Precisamos de muito insentivo e preparação para vencer os desafios do cotidiano! E capacitar-se é o caminho!
Esperamos vcs aqui para fazer algumas oficinas! ok
Um abraço _NTE Chapecó!

Luiz N.Vieira disse...

Olá NTE de Quilombo e Chapecó! Obrigado pela participação! Já havia dito neste espaço de comentários que os NTEs devam ser centros de grande potencial pedagógico com apoio constante aos professores. Por isso é preciso continuar buscando novas formas de gerenciamento com a finalidade de formalizar uma estrutura consistente e eficaz. Abraços Luiz

Aprendendo a aprender com as mídias disse...

Tão lindo isso que diz Paulo Freire sobre reinventar o mundo...Eu estou a todo momento tentando me reinventar para dar conta de fazer um trabalho significativo nas escolas em que passo...
Marilande Santana Alves

Culturanarede disse...

É verdade Marilande!
Nosso grande mestre Paulo Freire, nos faz repensar constantemente,
nossa prática.
Abraços
Luiz