30 setembro 2011

Produção áudio visual e a importância no processo ensino e aprendizagem

O Blog das revistas Profissão Mestre e Gestão Educacional Educação em pauta”, publicou em outubro de 2010 uma postagem sobre o Portal Curta na Escola, que tem como proposta de incentivar a utilização de curta metragem brasileira como instrumento de apoio pedagógico. Segundo o autor da postagem é um instrumento precioso, principalmente para profissionais da área educacional. O portal Curta na Escola, da Petrobras, disponibiliza um grande acervo com mais 250 curtas. Os filmes, com duração em média de 15 minutos, podem ser acessados na íntegra no site: www.curtanaescola.org.br. Todos esses recursos estão disponíveis na rede, portanto a escola precisa apenas de um local adequado com um computador, projetor e acesso a internet.

Porém não bastam os instrumentos disponíveis, é necessário compreender a produção áudio visual, suas potencialidades e restrições para poder criar estratégias pedagógicas que contemplem o uso da tecnologia numa perspectiva que propicie a autoria, pelos alunos. Para ser compreendido, o aluno precisa buscar caminhos, usar diferentes fontes de informações como livros, revistas, jornais, publicações na Internet, filmagens, fotos, imagens, contato por e-mail, software de referência e programas educativos de televisão. E para essa busca é preciso ter planejamento, clareza de objetivos, saber fazer escolhas com critérios e tomar decisões que possam representar o consenso de um trabalho de grupo, avaliando e refletindo sobre as etapas do processo. As mudanças de concepção que orientam as novas formas de aprender e de ensinar, como os trabalhos de produção áudio visual remetem a uma perspectiva integradora de conteúdos e de diferentes mídias, e requer a formação do professor. O importante é que tanto a formação do professor quanto sua atuação com os alunos propiciem a vivência dos aprendizes nessa mesma perspectiva de aprendizagem, ou seja, desenvolvendo projetos que articulem conteúdos das diversas áreas de conhecimento com distintas mídias, de acordo com as características que lhes são inerentes.

(Parte do texto extraído do Boletim Informativo "Cultura na Rede" em Programas e projetos no

site http://www.sed.sc.gov.br

10 comentários:

Ricardo Fernandes Braz disse...

Oi Luiz. Muito boa esta postagem. Realmente há a disposição dos educadores possibilidades infinitas de instrumentos que qualificam a aprendizagem e de forma inovadora, não no sentido de algo de outro mundo, mas inovador no sentido de estar à disposição mídias que antes eram mais restritas, como os filmes, celulares/multimídias, Salas informatizadas,... Sem contar que está tudo de graça. Você é um gestor de inovações tecnológicas de primeira. Funcionário concursado do Estado. Sempre inteirado em como auxiliar o professor a qualificar sua ação pedagógica de forma inovadora (conceito do que já existe de tecnologia avançada e popularizada). Outra característica essencial de seu trabalho é que são possibilidades popularizadas com qualidade estética, política e educacional, que contribuem significativamente para a formação do professor e aluno,sem ser populista ou de senso comum. E do ponto de vista econômico, é tudo gratuito, sem custos,ou seja, um gestor de mão cheia, pois a única exigência é termos escolas melhor equipadas, com ambientes atrativos aos estudantes e professores. Papel do Estado, que nos últimos anos não foi cumprido por nenhum governante. Bem, cabe destacar, que ações como a sua, são verdadeiras obras de gestão pública, pois exigem do Estado apenas investimento em infra-estrutura deixando a criatividade para a comunidade escolar. Parabéns

Luiz N.Vieira disse...

Ricardo!
Torna-se necessário oportunizar elementos que auxiliem os professores tanto no acesso as informações, quanto na qualificação do uso das tecnologias na educação. Este instrumento colaborativo Cultura na Rede, ao longo desses quase quatro anos de existência, vem fazendo sua parte em auxiliar o professor a qualificar sua prática pedagógica no ambiente escolar.
É preciso buscar elementos de inovações tecnológicas sim! Mas também se preocupar com ações de aprendizagem de uma forma ampla e participativa. Sabemos que muito precisa ser feito nas escolas para que possamos ter um ambiente atrativo, agradável e efetivamente de aprendizagem. Seguimos em frente na função de promover ações democráticas com debates permanentes, assim fortalecendo pontos de sustentação dessa teia cultural.
Obrigado pelas palavras!
Abraços
Luiz Napoleão Vieira

ELIZANE disse...

Olá Luiz!
Concordo com o que diz o Ricardo.
Eu como multiplicadora do NTE, nas capacitações de professores sempre discutimos a questão da necessidade de escolas melhor equipadas, isso sempre gera um debate polêmico. No entanto, a tecnologia está cada vez mais presente no nosso cotidiano, neste sentido, ressalto aos professores que mesmo com toda a falta de estrutura das escolas, é nosso dever como educadores buscarmos capacitação permanente, pois, se esperarmos pelas condições adequadas e almejadas por nós, nossos alunos ficarão cada vez mais desmotivados, com aulas massantes e descontextualizadas.
Muito interessante sua postagem Luiz, gosto muito de acompanhar seu blog, pois sempre auxilia no planejamento das minhas capacitações, com temas atuais e dicas de recursos pedagógicos. Um abraço!

Cultura na rede disse...

Elizane!
Levantar questões como essas, não só ampliam e fortalecem possibilidades de diálogo, mas também oportunizam elementos primordiais auxiliando na reestruturação e gerenciamentos dos Núcleos de Tecnologias Educacionais. Acreditamos plenamente numa ação colaborativa e participativa, para que tenhamos num curto espaço de tempo uma estrutura adequada almejada por todos!
Obrigado pela confiança.
Abraços Luiz

Drix disse...

Oi Luiz suas postagens são ótimas Parabéns pelo blog!

Luiz N.Vieira disse...

DRIX!
Seu Blog passou a ser referência no Cultura na Rede, sempre tenho lido suas postagens. Parabéns
Abraços
Luiz

Marli Carmen disse...

Oi...eu já estava seguindo o teu blog..acho que vc naõ viu..hehehehe

Vi que vc comentou para ganhar o livro do vampiro André Victtor lá no blog..mas não encontrei tua fotinho nos seguidores. É que uma das regrinhas é seguir o blog publicamente, ainda dá tempo. Beijos

Luiz disse...

Marli!
Não me diga que vc ainda não me viu????
Minha fotinha já estava disponível. Todos os ingredientes estão liberados...."Quero muito participar da promoção"
Bjos Luiz

Marli Carmen disse...

oi vc costume escrever resenhas?

Luiz N.Vieira disse...

Olá Marli!
As postagens aquí divulgadas, geralmente são construidas coletivamente.
Abraços
Luiz