14 dezembro 2012

Oficinas de Aprendizagem: Stop Motion na Escola

Por Carlos Broering Bruno





Não importa a ação ou a aventura, o enredo, as ideias e os efeitos, o mundo do cinema ilude, hipnotiza e resignifica o mundo fictício e contextualizado das realidades e fantasias preparadas além das câmeras.
Os recursos cinematográficos causam fascínio e ao mesmo tempo curiosidade nas pessoas, sejam elas jovens, adultas ou idosas. O cinema tem o poder de mexer com os sentimentos e as angústias, trazendo à tona momentos que vão além de um simples olhar.
O objetivo de se trabalhar com a oficina de Stop Motion, é para desenvolver junto ao aluno uma aula mais dinâmica e agregada, onde os mesmos podem desfrutar de conteúdos e práticas que lhe tornam agradáveis assimilar conteúdos teóricos e práticos, constituindo assim sua história e alcançando diversas realidades que se interligam ao customizar uma construção sócio histórica.
Todo o processo da oficina, se fez ao envolver o aluno e a instigá-lo a desenvolver a curiosidade, buscando a construção de um roteiro com objetivos bem traçados de uma história a seguir.
Para que estes pudessem entender do que se tratava, se objetivou tratar sobre a história do cinema através de um breve contexto e a influência do Stop Motion em suas técnicas principais, que podemos encontrar em diversos sucessos do mundo do cinema, como em filmes animados (Walt Disney) e até efeitos especiais, feitos em filmes antigos, como o King Kong.
O processo se dissolveu em diversas etapas, envolvendo criações que vão desde bonecos flexíveis feitos em arame, à objetos e personagens de massa de modelar e técnicas de movimento com colagem. A produção dos alunos foi movimentada pelo grupo de professores da SED/SC, NTE da Grande Florianópolis e E.E.B. Prof. Aníbal Nunes Pires. A oficina foi ministrada por: Luiz Napoleão Vieira, Marlise Terezinha Alexandre Castro, José Eugênio Pereira, Mário Luiz Laurindo, Carlos Broering Bruno, Ana Müller e Elisete Moccelin Machado, servindo de uma excelente experiência para com adolescentes, visto que, até então, a oficina era dedicada ao público de professores e não a alunos.
O curso aconteceu nos dias 28, 29 e 30 de Novembro de 2012, totalizando uma carga horária de 12 horas ao qual serviu de termômetro para diversas outras experiências a que poderão surgir com o grupo juvenil.

4 comentários:

Anônimo disse...

Luiz!
Parabéns!!
Quanto vai oferecer o curso para os multiplicadores do Salto? Esta medodologia pode complementar algumas séries trabalhas inriquecendo a pratica pedagógica de cada docente!
Jussani
Chapecó

Luiz N.Vieira disse...

Jussani!
Toda a ação que contemple uma metodologia eficiente, facilita o aprendizado. A oficina de Stop Motion, muito bem lembrado pelo professor Carlos Broering Bruno, quando lançamos mão em trabalhar com essa técnica, pensamos em desenvolver junto ao aluno uma aula mais dinâmica e agregada, onde os mesmos podem desfrutar de conteúdos e práticas que lhe tornam agradáveis assimilar conteúdos teóricos e práticos, constituindo assim sua história e alcançando diversas realidades que se interligam ao customizar uma construção sócio histórica.
Abraços.
lUIZ

julia virginia moura disse...

Luis, sou sua seguidora duas vezes: pelo meu perfil pessoal e pelo blog Impacto da Pedagogia Moderna. Obrigada por seguir-me em Só Atividades para Sala de Aula e pelo comentário bastante motivador. Quero neste comentário te parabenizar por este artigo, e o excelente trabalho divulgado: "Oficina Stop Motion". O impacto que este trabalho causa na aprendizagem é muito grande, prazeroso e compensador prá quem ensina e prá quem aprende. Parabéns mais uma vez pela divulgação: os educadores precisam avançar na diversificação de suas aulas para atingir os alunos, principalmente com a melhor e atual ferramenta - a tecnologia.
Abraços
Julia

Luiz N.Vieira disse...

Olá Julia!
Obrigado pela sua preferência. Continuo apreciando suas postagens no "Só Atividades para Sala de Aula". Conto com sua valiosa participação aqui no Cultura na rede!
Abraços
Luiz